Pedimos que conforme os participantes vão chegando, após preencher as fichas, se acomodem em seus lugares e fiquem em meditação, aguardando o início dos trabalhos, mantendo a discrição e o respeito pela sacralidade do momento e do lugar.

A Ayahuasca será servida duas vezes, a primeira dose são dois copinhos de 50m (equivalente a 100ml de ayahuasca) e a segunda dose é um copinho de 50 ml e é opcional e tem por objetivo prolongar o estado.

Após comungar a Ayahuasca, cada um senta em sua cadeira e o processo é individual, particular. Pede-se que cada participante respeite o processo dos demais, evitando barulhos, não se devendo conversar nem tocar os outros participantes, respeitando o processo de cada um.

O trabalho é feito sentado, preferencialmente com as costas eretas.

Aconselha-se manter os olhos fechados para maior aproveitamento.

É comum, no processo dos rituais, o que chamamos de “limpeza”, que é o processo de catarse, de eliminação ou alívio de males espirituais, emocionais, mentais, etc através de vômitos, diarréia, bocejos, lágrimas, etc. Caso sinta a necessidade de vomitar, terá um balde em baixo da cadeira. Não há necessidade de vergonha ou constrangimento, a limpeza faz parte do trabalho com Ayahuasca e é uma benção.

Se precisar de ajuda em qualquer momento, para levantar, ir ao banheiro, tomar água, ou qualquer outra coisa, levante a mão e será atendido por um dos auxiliares no trabalho.

Pode ocorrer de sentirem muito frio, por esse motivo, orientamos a trazerem casaco e manta.

A parte mais introspectiva do ritual dura em torno de 4 horas. Após, serão convidados a ir para fora do salão, para continuarem o trabalho lá (onde será acesa uma fogueira se possível) mas devem lembrar que o trabalho continua e o silêncio deve ser mantido.

Este é o momento de reflexão de tudo que foi vivenciado durante o ritual dentro do salão, momento de contemplar a natureza. Em determinado momento, poderão ser convidados a “bailar” ou perceberão que participantes mais experientes estarão o fazendo. É aconselhável que se “baile”.

O bailado é muito útil em ajudar a retornar ao estado natural de consciência, além de ser mais uma forma de catarse e de expansão das emoções positivas e senso de unicidade.

Após faremos nosso encerramento e sera servido um lanche coletivo. Para o lanche pedimos que cada participante traga uma contribuição, de preferência alimentos mais leves e naturais. EX: sucos, frutas, bolachas, rosca de polvilho, sanduiches, etc.

Não tem um horário definido para ir para casa . Os participantes só poderão deixar as dependências do Instituto após serem liberados pelos dirigentes dos trabalhos, o que é feito individualmente.